Índice

Esculturas 17_A - Pesquisa Esculturas e imagens.

Objetivo e Referências       Marcos e datas da pesquisa     <>    Índice de Esculturas

Restauração do índice da pesquisa

- Índice

Origem dos ídolos.

Imagens e ídolos feitos pelos israelitas.

Não fazer ou cultuar imagens e ídolos.

Imagens, diversos.

 

Origem dos ídolos.

Ídolos, origem do culto dos ídolos - Sab 14:12 a 21 - (B2) -.

Terafins, são estatuetas de ídolos domésticos, embora sejam proibidos - 1Sam 19:11 a 13 - B2 -1; Sam 19:13 - comentários - B2 -; 1Sam 15:23 - B2 -; Gên 31:19 a 21 - B2 -; Gên 31:29 - B2 -; Gên 31:19 - comentários - B2 -.

 

Imagens e ídolos feitos pelos israelitas.

Predição, foi predito que o povo do Senhor faria figura de imagem, ser castigado e perdoado - Dt 4:25 a 31 - B1 - e - B2 -.

Bezerro de ouro, o povo o adora, e é castigado - Ex 32:1 a 35 -.

Ídolo ou imagem e maldade, o povo após se arrepender de ter feito figura e cometido maldade diante do Senhor, deve buscá-lo de todo o coração e em toda amargura de sua alma, e achá-lo-ás - Dt 4:29 - B1 - e - B2 -.

Imagem, serpente de metal feita por Moisés, Ezequias a fez em pedaços, porque os filhos de Israel até então lhe haviam queimado incenso - 2 Rs 18:4 -; Num 21:4 a 9 - (B2) -.

Imagens, revolta dos artífices de Éfeso, para não perderem seu ganho -  At 19:23 a 40 - (B2) -.

Micas deu a sua mãe 1100 moedas que ela tinha consagrado ao Senhor, para fazer uma imagem de escultura e fundição. Sua mãe tomou destas 200 moedas de prata e mandou fazer a imagem. Micas edificou uma capela, fez um efod e vestimenta sacerdotal, e ídolos, e fez sacerdote a um de seus filhos, e depois a um levita  de Belém de Judá - Jz 17:1 a 13 - B2 -.

 

Não fazer ou cultuar imagens e ídolos.

Amri fez o mal diante do Senhor, cometendo mais crimes que seus predecessores, para irritar o Senhor Deus de Israel, pelos seus ídolos vãos - 1Rs 16:25 e 26 - B2 -.

Anátema, não colocarás na tua casa nenhum ídolo, para não ser anátema como ele o é - Dt 7:26 - B2 -.

Deuses de madeira e de pedra - Jer 2:26 a 28 - (B2) -.

Deuses de prata e de ouro, vós não os devereis fabricar - Êx 20:22 e 23 - B2 -.

Deuses de prata, de ouro e de madeira na Babilônia, carta de Jeremias aos exilados - Bar 6:1 a 72 -.

Deuses falsos, fim dos deuses falsos e mentirosos - Is 46:1 a 7 - (B2) -.

Deuses fundidos , não farás para ti deuses fundidos (imagens) - Êx 34:17 - B2 -.

Estátuas são coisas que aborrecem o Senhor teu Deus - Dt 16:22 -.

Estátuas, árvores e bosques, não plantarás bosques nem árvores próximo ao altar do Senhor teu Deus - Dt 16:21 e 22 - B1 - e - B2 -; Dt 16:21 - comentários - B2 -.

Idolatria, sobre a idolatria - 1Cor 10:1 a 33 - (B2) -.

Ídolos, destruirei vossos altos, desfarei vossas estátuas e caireis entre a ruína de vossos ídolos. Tornarei vossas cidades uns ermos e vosso país ficará deserto - Lev 26:30 - B2 -.

Ídolo dos babilônios, a história de Bel, um ídolo dos babilônios - Dan 14:1 a 21 - (B2) -.

Ídolo e figura, não farás para ti, do que existe em cima, nos céus, nem do que há embaixo, na terra, nem do que existe nas águas, debaixo da terra - Dt 5:6 a 10 - (B2) -.

Ídolos, consumo das carnes oferecidas aos ídolos - 1Cor 8:1 a 13 - (B2) -; 1Cor 8:1- (B2) - comentários -; At 15:29 - (B2) -;1Cor 10:14 a 22 - (B2) -; 1Cor 10:27 a 33 - (B3) -; Rom 14:20 a 23 - (B2) -.

Ídolos e imagens, Deus disse para o povo não fazer imagens de escultura ou figura de qualquer coisa do céu, da terra ou do mar, de qualquer astro ou estrela ou da lua - Dt 4:15 a 24 - B2 -.

Ídolo e imagens, não fareis para vós - Lev 26:1 - (B2) -.

Ídolo ou imagem, Moisés diz que se o povo formar alguma figura (ídolo ou imagem), cometendo maldade diante do Senhor, será exterminado da terra que possuirão e espalhados pelos povos até que busquem o Senhor - Dt 4:25 a 31 - B2 -; o que ocorreu no ano 597 aC - Dt 4:25 a 31 - B2 -. Jerusalém foi destruída em 587 aC - (B1) - e - (B2) - na descrição do livro de Ezequiel - Ez - introdução - (B2) -; 2Rs 24:10 a 12 - (B2) -.

Ídolos, em Jacó não há ídolos nem agouros, nem em Israel se vê simulacro, e não há adivinho e o Senhor seu Deus está com ele - Núm 22:21 a 23 - B1 - e - B2 -.

Ídolos, nulidade dos ídolos - Jer 10:1 a 16 - (B2) -.

Ídolos, sátira dos adoradores de ídolos - Is 44:9 a 23 - (B2) -.

Imagens de escultura ou fundição, abominação ao Senhor - Dt 27:15 - B2 -.

Imagens, a divindade de Deus não é semelhante à obra da arte dos humanos aplicada ao ouro ou à prata ou à pedra - At 17:29 a 31 - (B2) -.

Imagens, não farás para ti imagens de escultura, (segundo mandamento) - Êx 20:4 a 6 - B2 -.

Imagens ou figuras, guardai-vos de as fazer - Dt 4:23 e 24 - (B2) -.

Mandamento, segundo, não fazer imagem ou escultura do que está no céu, na terra, embaixo da terra ou embaixo nas águas, não as adorarás nem lhes darás culto - Dt 5:8 a 10 - B2 -.

Moisés diz que se o povo formar alguma figura (ídolo ou imagem), cometendo maldade diante do Senhor, será exterminado da terra que possuirão, e espalhados pelos povos, até que busquem o Senhor - Dt 4:25 a 31 - B1 - e - B2 -.

Motivos para a destruição de povos: adorar ídolos de pau e pedra e adorar a prata e o ouro - Dt 29:17 a 20 - B2 - (Dt 29:18 a 21 - B1 -).

Nações exterminadas, assim deveis tratar esses povos, destruir seus altares, quebrar sua estátuas, cortar seus bosques, queimar suas esculturas, porque tu és o povo consagrado ao Senhor (Bosques = estacas sagradas) - Dt 7:5 - B1 - e - B2 -.

Nações exterminadas, queimarás no fogo suas esculturas, nem cobiçarás o ouro e a prata de que são feitas, pois estas coisas são abomináveis ao Senhor - Dt 7:25 - B2 -.

Senhor falou ao povo em Horeb do meio do fogo, para que o povo não fizesse nenhuma escultura ou imagem - Dt 4:15 e 16 - B2 -.

 

Imagens, diversos.

Filisteus deixaram seus ídolos, e Davi e sua gente os trouxeram - 2Sam 5:21 - B2 -.

Príapo, Asa "removeu" a sua mãe, para que não fosse princesa nos sacrifícios de Príapo, e arruinou a sua gruta no bosque que lhe tinham consagrado, e despedaçou o ídolo e o queimou no vale de Cedron - 1Rs 15:13 - B1 - ; - B2 -; - B6 -; - B7 - e Wikipédia.

 

Índice

Esculturas 17_A - Pesquisa Esculturas e imagens

- Refer. - Descrição

Ídolos, origem do culto dos ídolos - Sab 14:12 a 21 - (B2) -. Índice de Esculturas

Sab 14:12 a 21 - (B2) - 12 Princípio da prostituição foi a invenção dos ídolos; sua descoberta, a corrupção da vida. 13 Pois não existiam desde o princípio, nem existirão para sempre. 14 Com efeito, entraram no mundo pela vaidade dos homens, e por isso seu fim próximo está decretado. 15 Um pai, acabrunhado por luto prematuro, manda fazer a imagem do filho, tão cedo arrebatado, e passa agora a honrar, como um deus, aquele que era apenas um morto. E transmite às pessoas de sua casa ritos secretos e cerimônias. 16 Depois, firmando-se com o tempo, o costume ímpio torna-se observado como lei. Por ordem dos soberanos, as imagens esculpidas receberam culto. 17 Como os homens não os podiam honrar em pessoa, por morarem longe, tornaram presente sua figura distante, fazendo uma imagem visível do rei venerado. Podiam assim adular o ausente, com o mesmo empenho como se estivesse presente. 18 Até aqueles que não o conheciam, foram levados pela ambição do artista a propagar este culto. 19 Pois o artista, certamente desejoso de agradar ao soberano, empenhou toda a sua arte para que a imagem fosse mais bela que o original. 20 De sua parte, a multidão, seduzida pelo encanto da obra, agora considera digno de adoração aquele que, pouco antes, era honrado como homem. 21 Este fato de os homens, escravizados pelo infortúnio ou pela tirania, terem dado às pedras e à madeira o Nome incomunicável, tornou-se uma cilada para a vida.

Terafins, são estatuetas de ídolos domésticos, embora sejam proibidos - 1Sam 19:11 a 13 - B2 -1; Sam 19:13 - comentários - B2 -; 1Sam 15:23 - B2 -; Gên 31:19 a 21 - B2 -; Gên 31:29 - B2 -; Gên 31:19 - comentários - B2 -. Índice de Esculturas

1Sam 19:11 a 13 - B2 - Ainda nesta mesma noite 11 Saul enviou emissários à casa de Davi para o vigiar, querendo matá-lo de madrugada. Mas Micol, esposa de Davi, o advertiu: “Se não te puseres a salvo ainda esta noite, amanhã de manhã estarás morto”. 12 E Micol fez descer Davi pela janela, de modo que pôde ir-se embora e pôr-se a salvo. 13 Enquanto isto Micol tomou o terafim (- B1 - estátua) e o colocou no leito, ajeitando na cabeceira um tecido de pêlos de cabra e cobrindo-o com uma coberta.

1Sam 19:13 - comentários - B2 - 19,13. Terafim (v. 16) parece ser uma estatueta de um ídolo doméstico (15,23; Gn 31,19.34s).

1Sam 15:23 - B2 - 23 Pois a rebeldia é um pecado de magia (- B1 - porque o resistir é como pecado de adivinhação), a obstinação é impiedade e idolatria com terafins (- B1 - e não querer submeter-se é como o crime de idolatria). Já que rejeitaste a ordem do Senhor, ele te rejeitou como rei”.

Gên 31:19 a 21 - B2 - 19 Como Labão tivesse ido à tosquia das ovelhas, Raquel roubou as estatuetas dos ídolos de seu pai. 20 Assim Jacó iludiu Labão, o arameu, fugindo sem fazê-lo saber. 21 Fugiu levando tudo que tinha, atravessou o rio Eufrates e se dirigiu ao monte Galaad.

Gên 31:29 - B2 - 29 Teria poder para vos fazer mal, mas o Deus de teu pai falou-me na noite passada, dizendo: ‘Cuida-te de não fazer alguma ameaça a Jacó’. 30 E se foi por sentires saudade da casa de teu pai que decidiste ir embora, por que então roubaste meus deuses?”

Gên 31:19 - comentários - B2 - 31,19. Labão é visto como pagão (cf. Js 24,15) supersticioso, que conserva ídolos domésticos. Suas filhas, como outras mulheres que deixavam a pátria (1Sm 19,13; 15,13; Jz 3,5), levam consigo os ídolos para se protegerem e terem muitos filhos. Mais tarde (35,2-4) Jacó purificará sua casa deste pecado,

Predição, foi predito que o povo do Senhor faria figura de imagem, ser castigado e perdoado - Dt 4:25 a 31 - B1 - e - B2 -. Índice de Esculturas

Dt 4:25 a 31 - B1 - 25 Se gerardes filhos e netos, e morardes na terra, e enganados formardes para vós alguma figura, cometendo a maldade diante do Senhor vosso Deus, de modo que o provoqueis à ira: 26 eu chamo hoje por testemunhas o céu e a terra, que vós sereis bem cedo exterminados da terra, que, passado o Jordão estais para possuir: não habitareis nela muito tempo, mas o Senhor vos destruirá, 27 e vos espalhará por todos os povos, e vós ficareis poucos entre as nações, a que o Senhor vos levará. 28 E lá servireis a deuses, que foram fabricados por mãos de homens, de pau, e de pedra: os quais não vêem, nem ouvem, nem comem, nem cheiram. 29 E quando ali buscardes ao Senhor teu Deus, achá-lo-ás. Contanto porém que o busque de todo o coração e em toda a amargura da tua alma. 30 Depois que te tiverem achado todas as coisas que foram preditas, tu te tornarás enfim para o Senhor teu Deus, e ouvirás a sua voz . 31 Por que o Senhor teu Deus é um Senhor misericordioso; não te deixará, nem te extinguirá inteiramente, nem se esquecerá do pacto que jurou a teus pais.

Dt 4:25 a 31 - B2 - Perspectivas de exílio e conversão. 25 Quando tiverdes filhos e netos e, já envelhecidos nessa terra, vos tiverdes corrompido, fazendo ídolos de qualquer tipo, praticando o que desagrada ao Senhor vosso Deus, e provocando-lhe a indignação, 26 - invoco hoje, como testemunha contra vós, o céu e a terra - certamente não tardareis em desaparecer da terra de que ides tomar posse ao passar o Jordão. Não vivereis nela longos anos mas sereis exterminados com toda a certeza. 27 O Senhor vos dispersará entre os povos e de vós só restará um pequeno número no meio das nações, para onde o Senhor vos desterrar. 28 Ali servireis aos deuses, obra de mãos humanas, de madeira e pedra, que não podem ver nem ouvir, nem comer nem cheirar. 29 Então buscareis o Senhor vosso Deus e o achareis, se o procurardes com todo o coração e com toda a alma. 30 Quando todas as angústias tiverem caído sobre ti, nos últimos tempos, voltarás para o Senhor teu Deus e lhe ouvirás a voz. 31 Pois o Senhor teu Deus é um Deus misericordioso. Não te pretende abandonar nem destruir totalmente, nem se esquecerá da aliança que jurou a teus pais.

Bezerro de ouro, o povo o adora, e é castigado - Ex 32:1 a 35 -. Índice de Esculturas

Ex 32:1 a 35 - V. ROMPIMENTO E RENOVAÇÃO DA ALIANÇA

O bezerro de ouro. 1 Vendo que Moisés demorava a descer do monte, o povo reuniu-se em torno de Aarão e lhe disse: “Vamos! Faze-nos deuses que caminhem à nossa frente. Pois quanto a um tal de Moisés, o homem que nos tirou do Egito, não sabemos o que aconteceu”. 2 Aarão lhes disse: “Tirai os brincos de vossas mulheres, vossos filhos e vossas filhas, e trazei-os a mim”. 3 Todo o povo arrancou os brincos de ouro que usava, e os trouxe para Aarão. 4 Recebendo o ouro, ele o moldou com o cinzel e fez um bezerro fundido. Então eles disseram: “Aí tens, Israel, os deuses que te fizeram sair do Egito!”. 5 Ao ver isto, Aarão construiu um altar diante da imagem e proclamou: “Amanhã haverá festa em honra do Senhor”. 6 Levantando-se na manhã seguinte, ofereceram holocaustos e apresentaram sacrifícios pacíficos. O povo sentou-se para comer e beber, e depois levantou-se para se divertir.

Intervenção mediadora de Moisés. 7 O Senhor  falou a Moisés: “Vamos! desce, pois corrompeu-se o teu povo que tiraste do Egito. 8 Bem depressa desviaram-se do caminho que lhes prescrevi. Fizeram um bezerro fundido, prostraram-se e ofereceram sacrifícios diante dele, dizendo: ‘Israel, aí tens os teus deuses, que te fizeram sair do Egito’”. 9 O Senhor disse a Moisés: “Já vi que este povo é um povo de cabeça dura. 10 Deixa que a minha cólera se inflame e os consuma. Mas de ti farei uma grande nação”.

11 Moisés aplacou o Senhor seu Deus e disse: “Por que, ó Senhor , se inflama a tua cólera contra o teu povo que libertaste do Egito com grande poder e mão forte? 12 Por que deveriam os egípcios comentar: ‘Foi com propósitos sinistros que os libertou do Egito, para matá-los nas montanhas e exterminá-los da face da terra’? Renuncia ao furor da tua ira e desiste de fazer mal a teu povo. 13 Lembra-te de teus servos Abraão, Isaac e Jacó, com os quais te comprometeste por juramento, prometendo-lhes: ‘Tornarei a vossa descendência tão numerosa como as estrelas do céu, e toda esta terra de que vos falei, eu a darei aos vossos descendentes como posse perpétua’”. 14 E o Senhor desistiu do mal que havia ameaçado fazer a seu povo. 15 Moisés desceu de volta do monte, trazendo as duas tábuas da aliança que estavam escritas de ambos os lados, na frente e no verso. 16 As tábuas eram obra de Deus e a escrita era escrita de Deus, gravada sobre as tábuas. 17 Josué ouviu a algazarra do povo que gritava, e disse a Moisés: “São gritos de guerra no acampamento”. 18 Moisés respondeu:

 “Não são gritos de vitória, nem gritos de derrota. O que ouço são danças e canções”.

19 Quando chegou perto do acampamento, viu o bezerro e as danças. Moisés ficou indignado e atirou as tábuas e as quebrou ao pé da montanha. 20 Pegou o bezerro que haviam feito e o queimou no fogo, esmigalhando até reduzi-lo a pó. Depois misturou com água e deu de beber aos israelitas.

21 Moisés disse a Aarão: “Que te fez este povo para que atraísses sobre ele tão grande culpa?” 22 Aarão respondeu: “Não se inflame de ira o meu senhor. Tu bem sabes que este povo é inclinado ao mal. 23 Eles me disseram: ‘Faze-nos deuses que caminhem à nossa frente, pois quanto a um tal de Moisés, o homem que nos tirou do Egito, não sabemos o que aconteceu’. 24 Eu lhes disse: ‘Quem tiver ouro, desfaça-se e o dê a mim’. Lancei o ouro no fogo e saiu este bezerro”.

25 Moisés, vendo que o povo estava sem freio, pois Aarão lhes tinha soltado as rédeas para zombaria dos inimigos, 26 postou-se à entrada do acampamento e gritou: “Quem for do Senhor , venha até mim!” E todos os levitas juntaram-se a ele. 27 Ele lhes disse: “Assim diz o Senhor , o Deus de Israel: Cinja cada um a espada na cintura. Circulai pelo acampamento e matai, de porta em porta, mesmo parentes, amigos ou vizinhos”. 28 Os levitas fizeram o que Moisés mandou, de modo que naquele dia tombaram cerca de três mil homens do povo. 29 Moisés lhes disse: “Hoje vos consagrastes ao Senhor , ainda que às custas do próprio filho ou parente, para que vos desse hoje a bênção”.

30 No dia seguinte Moisés disse ao povo: “Cometestes um grande pecado. Agora vou subir ao Senhor ; talvez consiga expiar o vosso pecado”. 31 Moisés retornou para junto do Senhor , e disse: “Oh! este povo cometeu um grande pecado! Fizeram deuses de ouro. 32 Mas agora perdoa-lhes o pecado; senão, risca-me do livro que escreveste”. 33 O Senhor  disse a Moisés: “Riscarei do meu livro a quem pecou contra mim. 34 E agora vai e guia o povo para onde eu te falei. Meu anjo irá na frente; mas quando chegar o dia do castigo, eu os castigarei pelos pecados”.

35 Assim o Senhor castigou o povo pelo que fez com o bezerro fabricado por Aarão.

Ídolo ou imagem e maldade, o povo após se arrepender de ter feito figura e cometido maldade diante do Senhor, deve buscá-lo de todo o coração e em toda amargura de sua alma, e achá-lo-ás - Dt 4:29 - B1 - e - B2 -. Índice de Esculturas

Dt 4:29 - B1 - 29 E quando ali buscares ao Senhor teu Deus, achá-lo-ás. Contanto porém que o busques de todo o coração e em toda a amargura da tua alma.

Dt 4:29 - B2 - 29 Então buscareis o Senhor vosso Deus e o achareis, se o procurardes com todo o coração e com toda a alma.

Imagem, serpente de metal feita por Moisés, Ezequias a fez em pedaços, porque os filhos de Israel até então lhe haviam queimado incenso - 2 Rs 18:4 -; Num 21:4 a 9 - (B2) -. Índice de Esculturas

2 Rs 18:4 - (B2) -   4 Foi ele que acabou com os santuários das alturas, quebrou as estelas, cortou a estaca sagrada e fez em pedaços a serpente de bronze que Moisés tinha confeccionado; é que até aquela data os israelitas lhe queimavam incenso, chamando-a de “Noestã”.

Num 21:4 a 9 - (B2) -  A serpente de bronze. 4 Os israelitas partiram do monte Hor em direção ao mar Vermelho para contornarem o país de Edom. Durante a viagem o povo perdeu a coragem, 5 e se pôs a murmurar contra Deus e contra Moisés, dizendo: “Por que nos fizestes subir do Egito? Para morrermos no deserto? Não há comida nem água, e já estamos enfastiados deste alimento miserável”. 6 Então o Senhor mandou contra o povo serpentes venenosas que os picavam, e muita gente de Israel morreu. 7 O povo dirigiu-se a Moisés e disse: “Pecamos, falando contra o Senhor  e contra ti. Suplica ao Senhor que afaste de nós as serpentes”.

Moisés intercedeu em favor do povo. 8 O Senhor  lhe respondeu: “Faze uma serpente venenosa e coloca-a sobre um poste. Quem for mordido e olhar para ela, ficará curado”. 9 Moisés fez uma serpente de bronze e a colocou sobre um poste. Quando alguém era mordido por uma serpente, olhava para a serpente de bronze e ficava curado.

Imagens, revolta dos artífices de Éfeso, para não perderem seu ganho -  At 19:23 a 40 - (B2) -. Índice de Esculturas

At 19:23 a 40 - (B2) - Motim dos ourives de Éfeso. 23 Nesta ocasião, ocorreu um grande tumulto a propósito do caminho do Senhor. 24 Um ourives chamado Demétrio, que fazia em prata santuários de Ártemis, proporcionava grandes lucros aos artífices. 25 Convocou-os juntamente com outros do mesmo ramo e lhes disse: “Senhores, sabeis que nossa riqueza depende desta produção. 26 Mas estais vendo e ouvindo que não só em Éfeso, como em quase toda a Ásia, este Paulo tem persuadido e arrastado consigo uma grande multidão, dizendo que não são deuses os que se fazem por mãos de homens. 27 Com isso não só a nossa indústria está em perigo de cair em descrédito, como também o templo da grande deusa Ártemis poderá perder o prestígio, vindo a despojar-se de sua majestade, ela que toda a Ásia e o mundo inteiro veneram”.

28 Estas palavras encheram-nos de ira e se puseram a gritar: “Grande é a Ártemis dos efésios”. 29 A confusão tomou conta da cidade, e todos correram ao teatro, arrastando os macedônios Gaio e Aristarco, companheiros de viagem de Paulo. 30 Paulo queria entrar no meio do povo, mas os discípulos não o permitiram. 31 Até algumas das altas autoridades da Ásia, que eram seus amigos, enviaram-lhe um recado, pedindo que não se apresentasse no teatro. 32 Todos gritavam ao mesmo tempo, uns uma coisa, outros outra, pois a assembléia era uma balbúrdia, e muitos não sabiam por que se tinham reunido. 33 Nisto, empurrado pelos judeus, destacou-se da multidão Alexandre, que fazia acenos de que desejava falar ao povo. 34 Mas, quando perceberam que ele era judeu, todos levantaram a voz ao mesmo tempo e gritaram por quase duas horas: “Grande é a Ártemis dos efésios”.

35 Finalmente o escrivão da cidade conseguiu acalmar a multidão e disse: “Efésios, quem não sabe que a cidade de Éfeso presta culto à grande Ártemis e à sua estátua descida do céu? 36 Sendo isto incontestável, convém que guardeis a calma e não vos precipiteis. 37 Estes homens que aqui trouxestes não são sacrílegos nem blasfemadores de nossa deusa. 38 Se Demétrio e os de sua profissão têm alguma queixa contra alguém, há audiências e há procônsules. Recorram à justiça, para defender cada um o seu direito. 39 E se houver outras questões, devem ser tratadas numa assembléia legal. 40 Existe o perigo de sermos acusados de sedição por aquilo que aconteceu hoje, já que não temos motivo algum para justificar esta reunião tumultuada”. Com essas palavras dissolveu a assembléia.

Micas deu a sua mãe 1100 moedas que ela tinha consagrado ao Senhor, para fazer uma imagem de escultura e fundição. Sua mãe tomou destas 200 moedas de prata e mandou fazer a imagem. Micas edificou uma capela, fez um efod e vestimenta sacerdotal, e ídolos, e fez sacerdote a um de seus filhos, e depois a um levita  de Belém de Judá - Jz 17:1 a 13 - (B2) -. Índice de Esculturas

Jz 17:1 a 5 - B2 - Micas e o levita. 1 Havia um homem das montanhas de Efraim cujo nome era Micas. 2 Ele disse à sua mãe: “Os mil e cem siclos (- B1 - moedas) de prata que te foram roubados e sobre os quais lançaste maldição na minha presença, estão aqui comigo; fui eu que os tirei, mas agora os devolvo”. A mãe disse: “Que o Senhor  te abençoe, meu filho!” 3 Ao devolver os mil e cem siclos à sua mãe, ela disse: “Na verdade eu mesma havia consagrado essa prata em favor de meu filho, para fabricar uma imagem fundida”.

4 Tendo devolvido o dinheiro à mãe, ela tomou duzentos siclos de prata e os entregou ao fundidor para que deles fizesse uma imagem fundida. A imagem ficou na casa de Micas. 5 Esse Micas tinha um oratório particular. Fez um efod e uns ídolos domésticos e consagrou um dos filhos para que lhe servisse de sacerdote. 6 Naquele tempo não havia rei em Israel; cada um fazia o que lhe parecia melhor.

7 Ora, havia um jovem de Belém de Judá (da tribo de Judá). Era um levita e vivia ali como estrangeiro. 8 Este homem saiu da cidade de Belém de Judá à procura de um lugar para morar. Assim chegou às montanhas de Efraim, à casa de Micas. 9 Micas lhe perguntou: “Donde vens e para onde vais?” Ele respondeu: “Sou um levita, de Belém de Judá, e ando à procura de um lugar para morar”. 10 “Fica comigo”, disse-lhe Micas. “Sê para mim pai e sacerdote. De minha parte te darei dez siclos de prata por ano, além da roupa e comida necessárias”. 11 O levita concordou em morar com este homem, para quem o jovem se tornou como um filho. 12 Micas consagrou o levita e este ficou na sua casa servindo como sacerdote. 13 Micas disse: “Agora sei que o Senhor me favorecerá, porque este levita se tornou meu sacerdote!”

Amri fez o mal diante do Senhor, cometendo mais crimes que seus predecessores, para irritar o Senhor Deus de Israel, com suas vaidades - 1Rs 16:25 e 26 - B2 -. Índice de Esculturas

1Rs 16:25 e 26 - B2 - 25 Amri fez o que desagrada ao Senhor, e foi pior que todos os predecessores. 26 Imitou totalmente a conduta de Jeroboão filho de Nabat e o seu pecado, e induziu Israel ao pecado, de modo a irritar o Senhor Deus de Israel pelos seus ídolos vãos (- B1 - com as suas vaidades).

Anátema, não colocarás na tua casa nenhum ídolo, para não ser anátema como ele o é - Dt 7:26 - B2 -. Índice de Esculturas

Dt 7:26 - B1 - 26 Nem em tua casa meterás coisa alguma que seja de ídolo, por não vires a ser anátema, como ele o é também. Detestá-lo-ás como uma imundície, e abominá-lo-ás como as coisas mais hediondas e sórdidas, porque é um anátema.

Dt 7:26 - B2 - 26 Não deverás introduzir abominação em casa para não seres condenado também ao extermínio. Detesta-a e abomina-a com extremo horror por ser coisa votada ao extermínio.

Deuses de madeira e de pedra - Jer 2:26 a 28 - (B2) -. Índice de Esculturas

Jer 2:26 a 28 - (B2) - 26 Como se envergonha o ladrão que é surpreendido, assim se envergonha a casa de Israel, eles, seus reis, chefes, sacerdotes e profetas, 27 que dizem à madeira: ‘Tu és meu pai!’ e à pedra: ‘Tu me geraste!’ Porque eles voltam para mim as costas e não a face, mas no tempo da desgraça dizem: ‘Levanta-te! Salva-nos!’ 28 Onde estão os teus deuses, que fabricaste para ti? Levantem-se eles, se te podem salvar no tempo de tua desgraça! Porque tão numerosos como as tuas cidades, são os teus deuses, ó Judá!

Deuses de prata e de ouro, vós não os devereis fabricar - Êx 20:22 e 23 - B2 -. Índice de Esculturas

Êx 20:22 e 23 - B2 - 22 O Senhor disse a Moisés: “Fala assim aos israelitas: Vós mesmos vistes que eu vos falei de lá do céu. 23 Não me coloqueis entre os deuses de ouro ou de prata, deuses que não devereis fabricar para vós.

Deuses de prata, de ouro e de madeira na Babilônia, carta de Jeremias aos exilados - Bar 6:1 a 72 -. Índice de Esculturas

Bar 6:1 a 72 - (B2) - Título. Cópia da carta enviada por Jeremias aos cativos, que iam ser deportados para a Babilônia pelo rei dos babilônios, a fim de lhes comunicar a mensagem que recebera de Deus, para lhes transmitir.

Assunto. 1 Por causa dos pecados que cometestes contra Deus, sereis levados cativos à Babilônia por Nabucodonosor, rei dos babilônios.

2 Chegados à Babilônia, lá ficareis muitos anos, longo tempo, até sete gerações. Depois disto, vos tirarei de lá em paz.

3 Vereis na Babilônia deuses de prata, de ouro e de madeira, que são carregados aos ombros e inspiram temor aos pagãos.

4 Tomai cuidado para que não vos torneis semelhantes a esses estrangeiros e não deixeis que o temor desses deuses se apodere de vós. 5 Quando virdes, à frente deles, a multidão que os adora, dizei em vosso íntimo: “A vós, Senhor, é que devemos adorar”. 6 Porque meu Anjo está convosco e tomará cuidado de vossas vidas.

Os ídolos são imagens vãs. 7 A língua desses deuses foi polida por um artista. Embora revestidos de ouro e de prata, são falsidade e não podem falar. 8 Como se fosse para uma donzela que gosta de adornos, tomam o ouro e fabricam coroas para as cabeças de seus deuses. 9 Acontece também que os sacerdotes roubam de seus deuses o ouro e a prata, para os utilizarem em seu proveito, ou para os entregarem às prostitutas em suas casas. 10 Como se esses deuses de prata, de ouro e de madeira fossem homens, eles os adornam de ricas vestes. Mas tais deuses não podem defender-se, nem da corrosão nem das traças. 11 Depois de os revestirem de púrpura, precisam limpar-lhes o rosto por causa da poeira do chão, que caiu em abundância sobre eles.

12 Este traz um cetro, como se fora governador de província, mas não mata a quem o ofende. 13 Outro tem na mão direita espada e punhal, mas não pode defender-se dos inimigos e dos ladrões. 14 Por aí se vê claramente que não são deuses. Portanto, não os temais.

15 Como a vasilha, pertencente a alguém, fica inútil quando se quebra, 16 assim também são os seus deuses colocados nos templos. Seus olhos se enchem da poeira levantada pelos pés dos que entram.

17 Assim como se fecham solidamente as portas da prisão sobre o homem que ofendeu ao rei e que vai ser conduzido à morte, assim os sacerdotes reforçam os templos com portas, fechaduras e ferrolhos, para que seus deuses não sejam despojados pelos ladrões. 18 Acendem-lhes lâmpadas em maior número do que para si mesmos, mas os deuses não podem ver nenhuma.

19 São como vigas do templo, cujo interior, segundo se diz, está corroído pelos cupins que saem da terra. Pois, quando os cupins roem a esses deuses e suas vestes, estes não o sentem. 20 Seu rosto se enegrece com a fumaça do templo. 21 Sobre seu corpo e sua cabeça esvoaçam morcegos, andorinhas e outras aves, e saltam também os gatos. 22 Vedes, pois, que não são deuses. Portanto, não os temais.

Os ídolos são como defuntos. 23 O ouro de que são revestidos serve para embelezá-los; mas, se alguém não lhes tirar o empanamento, não brilham. Pois nada sentiram, mesmo quando eram fundidos. 24 Foram comprados por alto preço, mas não há neles espírito de vida. 25 Não tendo pés, são carregados aos ombros, mostrando assim aos homens sua ignomínia. Envergonham-se também aqueles que os adoram; pois se um desses deuses cair por terra, deverá ser levantado por eles.

26 Se alguém o puser de pé, não poderá mover-se por si mesmo. Se o inclinar, não poderá endireitar-se. As oferendas lhes são apresentadas, como diante dos mortos. 27 Os sacerdotes vendem aquelas oferendas em proveito próprio. Suas mulheres, por sua vez, salgam uma parte, sem distribuir coisa alguma ao pobre e ao enfermo. 28 As mulheres em estado de impureza, ou que recentemente deram à luz, tocam naquelas oferendas. Sabendo, por estas coisas, que não são deuses, não os temais. Não prejudicam nem ajudam. 29 Como podem, portanto, ser chamados deuses? Pois são mulheres que apresentam ofertas aos deuses de prata, de ouro e de madeira. 30 E os sacerdotes circulam nos templos de vestes rasgadas, cabeleira e barba rapadas, e cabeça descoberta.

31 Vociferam e gritam diante dos deuses, como em festim mortuário. 32 Os sacerdotes tomam as vestes dos deuses, para trajar suas mulheres e filhos. 33 Quer alguém lhes faça mal, quer lhes faça bem, não podem retribuir. São impotentes, quer para entronizar quer para destronar um rei. 34 São igualmente incapazes de conceder riqueza, ou mesmo dar uma pequena moeda. Se alguém lhes fizer um voto e não cumprir, nada reclamam. 35 Não livram ninguém da morte, nem defendem o fraco contra o poderoso. 36 São impotentes para restituir a vista a um cego, ou salvar alguém da miséria. 37 Não se compadecerão da viúva e nenhum benefício prestarão ao órfão.

38 Assemelham-se a pedras tiradas da montanha estes deuses de madeira, recobertos de ouro e de prata. Os que os servem serão confundidos. 39 Como, portanto, acreditar e dizer que sejam deuses?

Torpezas do culto idolátrico. 40 Os próprios caldeus os desonram. Quando encontram alguém que não pode falar, por ser mudo, apresentam-no a Bel, pedindo que lhe dê voz, como se o deus o pudesse ouvir. 41 São, porém, incapazes de refletir nisso e abandonar esses deuses, tamanha é sua insensatez. 42 Mulheres, cingidas de cordas, vão sentar-se à beira dos caminhos, queimando farelo. 43 Quando uma delas é levada por algum transeunte e dorme com ele, escarnece da vizinha, por não ter recebido a mesma honra e não ter sido rompida sua corda.

44 Tudo o que se passa com esses deuses é falsidade. Como se pode, portanto, acreditar e dizer que sejam deuses?

Os ídolos são obras humanas. 45 Foram fabricados por entalhadores e ourives. Não podem ser outra coisa senão aquilo que os artífices quiseram que fossem. 46 Aqueles que os moldam não têm longos anos de vida. Como podem, pois, ser deuses os que por eles foram fabricados? 47 Deixaram somente engano e opróbrio a seus descendentes. 48 Quando lhes sobrevêm guerras ou calamidades, os sacerdotes deliberam entre si, para saber onde devem ocultar-se junto com seus deuses. 49 Como, portanto, não compreender que não são deuses, aqueles que não podem salvar-se nem da guerra nem das calamidades?

50 Por serem de madeira e recobertos de ouro e de prata, um dia se virá a saber que são falsos. A todos os povos e reis se tornará evidente que não são deuses, mas obra das mãos dos homens; e neles não há nenhuma ação divina. 51 A quem, pois, não se tornará claro que não são deuses?

Nada podem fazer. 52 Não estabelecerão rei em país algum nem darão chuva aos homens. 53 Não podem julgar suas contendas, nem proteger alguém contra as injustiças; são impotentes, como as gralhas que voam entre o céu e a terra. 54 Se o fogo atingir o templo desses deuses de madeira, recobertos de ouro ou de prata, seus sacerdotes fugirão para se salvarem, ao passo que eles, como as vigas, serão consumidos no meio das chamas. 55 Não podem resistir nem a um rei nem a inimigos. 56 Como, portanto, admitir ou supor que sejam deuses?

São inúteis. 57 Os deuses de madeira, recobertos de prata e de ouro, não podem defender-se contra os ladrões e assaltantes. Sendo mais fortes, estes os despojarão do ouro, da prata e das vestes, de que estão recobertos, e ir-se-ão embora com estas riquezas, sem que os deuses possam socorrer a si mesmos. 58 É preferível ser um rei que manifesta sua bravura, ou um objeto de utilidade doméstica, do qual o dono pode servir-se, a ser esses falsos deuses. Ou, então, ser a porta de uma casa, que protege o que se encontra lá dentro, a ser esses falsos deuses; ou, ainda, ser uma coluna de madeira no palácio real, a ser esses falsos deuses.

59 O sol, a lua e as estrelas, que brilham e se destinam a ser úteis aos homens, de boa mente cumprem sua missão. 60 Assim também o relâmpago, que é belo ao fulgurar; o vento, que sopra sobre toda a terra; 61 e as nuvens, às quais Deus ordena percorrer todo o universo, obedecem ao que lhes foi determinado. Igualmente, o fogo, quando enviado do alto, para consumir as montanhas e as florestas, executa o que lhe foi ordenado. 62 Esses deuses, porém, não se lhes comparam, nem em beleza nem em poder. 63 Não se deve nem pensar nem dizer que são deuses, pois são incapazes de fazer justiça e de prestar benefícios aos homens.

64 Sabendo, portanto, que não são deuses, não os temais.

Mais fracos do que os animais. 65 Não podem nem amaldiçoar nem abençoar os reis. 66 Não podem mostrar aos pagãos sinais no céu; não brilham como o sol, não alumiam como a lua.

67 Os animais são superiores a eles, porque podem ser úteis a si mesmos, refugiando-se em um abrigo. 68 Nada, portanto, nos demonstra que sejam deuses. Por isso, não os temais.

Serão a desonra de um país. 69 Assim como um espantalho no meloal não traz proteção alguma, tais são os seus deuses de madeira, recobertos de ouro e de prata. 70 Assemelham-se ao espinheiro em um jardim, sobre o qual vêm pousar todas as aves; ou a um cadáver atirado em lugar tenebroso, esses deuses de madeira, revestidos de ouro e de prata.

71 Pela púrpura e o linho, que se corroem sobre eles, reconhecereis que não são deuses. Serão, afinal, eles próprios devorados e se tornarão a desonra do país.

72 É, portanto, preferível o homem justo, que não tem ídolos, porque estará livre do opróbrio.

Deuses falsos, fim dos deuses falsos e mentirosos - Is 46:1 a 7 - (B2) -. Índice de Esculturas

Is 46:1 a 7 - (B2) - A derrota dos deuses babilônios

1 Bel desmoronou, Nebo se encurvou; suas estátuas foram parar nas costas de animais e bestas de carga; os ídolos que conduzíeis em procissão, são transportados como carga por animais esfalfados. 2 Todos estes animais sucumbiram ao peso, estatelaram-se no chão, não conseguiram pôr a salvo a carga; eles próprios tiveram de ir para o cativeiro.

3 Escutai-me, casa de Jacó e todo o resto da casa de Israel! Eu vos carreguei desde o nascimento, levei-vos desde o seio materno. 4 Por mais velhos que vos torneis, permanecerei o mesmo, e vos carregarei até ficardes de cabelos brancos: eu o tenho feito, e eu vos continuarei carregando, eu carrego e ponho a salvo. 5 Com quem me comparareis ou igualareis, com quem me confrontareis, como se fôssemos parecidos? 6 Despejam o ouro da bolsa e pesam a prata na balança; contratam um joalheiro, para com metais fabricar um deus; inclinam-se e até se prostram diante dele. 7 Soerguem-no aos ombros e o carregam, colocam-no em seu lugar, onde fica, sem poder mexer-se. Mesmo que alguém o invoque na angústia, ele não responde nem o salva.

Deuses fundidos , não farás para ti deuses fundidos (imagens) - Êx 34:17 - B2 -. Índice de Esculturas

Êx 34:17 - B2 - 17 Não farás para ti deuses de metal fundido.

Estátuas são coisas que aborrecem o Senhor teu Deus - Dt 16:22 -. Índice de Esculturas

Dt 16:22 - Não farás para ti, nem levantarás estátua: que são coisas que o Senhor teu Deus aborrece.

Estátuas, árvores e bosques, não plantarás bosques nem árvores próximo ao altar do Senhor teu Deus - Dt 16:21 e 22 - B1 - e - B2 -; Dt 16:21 - comentários - B2 -. Índice de Esculturas

Dt 16:21 - B1 - 21 Não plantarás bosque, nem árvore alguma ao pé do altar do Senhor teu Deus. 22 Não farás para ti, nem levantarás estátua: que são coisas que o Senhor teu Deus aborrece.

Dt 16:21 - B2 - 21 Não plantarás árvore alguma como estaca sagrada junto ao altar, que levantares para o Senhor teu Deus; 22 nem erguerás estelas, coisas que o Senhor teu Deus detesta.

Dt 16:21 - comentários - B2 - 16,21. A estaca sagrada (7,5) é símbolo de Asera , a divindade feminina dos fenícios, companheira de Baal.

Idolatria, sobre a idolatria - 1Cor 10:1 a 33 - (B2) -. Índice de Esculturas

1Cor 10:1 a 33 - (B2) - Uma lição da história. 1 Não quero, irmãos, que ignoreis que nossos pais estiveram todos sob a nuvem, que todos atravessaram o mar, 2 e todos foram batizados em Moisés sob a nuvem e pelo mar; 3 que todos comeram o mesmo pão espiritual e todos beberam a mesma bebida espiritual, 4 pois bebiam da rocha espiritual que os seguia, e a rocha era Cristo. 5 Porém, Deus não se agradou da maioria deles, pois foram prostrados no deserto.

6 Estas coisas, porém, aconteceram para nos servir de exemplo, a fim de que não cobicemos o mal, como eles cobiçaram, 7 nem vos torneis idólatras como alguns deles, segundo está escrito: Sentou-se o povo para comer e beber, e levantaram-se para dançar. 8 Nem nos entreguemos à prostituição, como alguns deles se entregaram, caindo vinte e três mil num só dia. 9 Nem tentemos o Senhor, como alguns deles tentaram, e pereceram pelas serpentes. 10 Nem murmureis, como alguns deles murmuraram, acabando em mãos do exterminador.

11 Todas estas coisas lhes sucederam para servir de exemplo, e foram escritas para advertir a nós, para quem chegou a plenitude dos tempos. 12 Assim, pois, o que acredita estar em pé cuide que não caia. 13 Não vos assaltou nenhuma tentação que não fosse humana, e fiel é Deus, que não permitirá sejais tentados acima de vossas forças; antes preparará, com a tentação, os meios para que possais resistir-lhe.

Eucaristia e sacrifícios pagãos. 14 Pelo que, amados meus, fugi da idolatria. 15 Falo-vos como a homens sensatos. Sede vós juízes do que eu vos digo: 16 O cálice de bênção que benzemos não é ele a comunhão do sangue de Cristo? E o pão que partimos não é ele a comunhão do corpo de Cristo? 17 Porque somos um só pão e um só corpo apesar de muitos, pois todos participamos desse único pão. 18 Olhai o Israel segundo a carne. Não participam do altar os que comem das vítimas? 19 Que digo, pois? Que as carnes sacrificadas aos ídolos são alguma coisa, ou que os ídolos são alguma coisa? 20 Antes, digo que o que os pagãos sacrificam, sacrificam-no aos demônios e não a Deus. E eu não quero que vós tenhais parte com os demônios. 21 Não podeis beber o cálice do Senhor e o cálice dos demônios. Não podeis ter parte na mesa do Senhor e na mesa dos demônios. 22 Ou queremos provocar a ira do Senhor? Acaso somos mais fortes do que ele?

Tudo para glória de Deus. 23 “Tudo é lícito”, mas nem tudo aproveita; “tudo é lícito”, mas nem tudo edifica. 24 Ninguém procure o seu proveito, mas sim o dos outros. 25 Tudo quanto se vende no mercado, comei-o sem indagar a sua origem, por motivos de consciência, 26porque do Senhor é a terra e tudo quanto ela contém. 27 Se algum infiel vos convida e aceitais o convite, comei de tudo o que vos servirem, sem nada perguntardes, por motivos de consciência. 28 Mas, se alguém vos disser: “Isto foi imolado”, não o comais por causa daquele que o indicou e pela consciência. 29 Não digo pela tua, mas pela do outro. Por que haveria de expor a minha liberdade ao julgamento da consciência alheia? 30 Se eu participo, dando graças, por que seria eu repreendido por aquilo mesmo de que dou graças? 31 Quer comais, quer bebais, quer façais qualquer outra coisa, fazei tudo para glória de Deus. 32 Não sejais objeto de escândalo nem para judeus, nem para gregos, nem para a Igreja de Deus, 33 como eu quero agradar a todos em tudo, não procurando a minha conveniência, porém a de todos, para que se salvem.

Ídolos, destruirei vossos altos, desfarei vossas estátuas e caireis entre a ruína de vossos ídolos. Tornarei vossas cidades uns ermos e vosso país ficará deserto - Lev 26:30 - B2 -. Índice de Esculturas

Lev 26:30 - B2 - 30 Destruirei os lugares altos, arrancarei vossos altares de incenso, amontoarei os cadáveres sobre os destroços dos ídolos, e terei aversão de vós.

Ídolo dos babilônios, a história de Bel, um ídolo dos babilônios - Dan 14:1 a 21 - (B2) -. Índice de Esculturas

Dan 14:1 a 21 - (B2) - Daniel desmascara o culto a Bel. 1 Quando o rei Astíages foi posto no jazigo de seus pais, Ciro da Pérsia ocupou seu trono. 2 Daniel era confidente do rei, desfrutando junto dele de maior prestígio que todos os outros amigos.

3 Ora, os babilônios tinham um ídolo de nome Bel; todos os dias gastavam com ele 12 ártabas de flor de farinha, 40 ovelhas e seis metretas de vinho. 4 Também o rei lhe prestava culto, indo prostrar-se diante dele todos os dias, enquanto Daniel adorava o seu Deus. Certo dia o rei lhe perguntou por que não adorava a Bel. 5 Ele respondeu: “Porque não presto culto a ídolos fabricados por mãos humanas, mas ao Deus vivo, que criou o céu e a terra e tem poder sobre todos os seres vivos” . 6 O rei lhe replicou: “Então pensas que Bel não é um deus vivo? Não vês quanto ele come e bebe cada dia?” 7 Daniel se pôs a rir e respondeu: “Não te deixes enganar, real Majestade! Ele por dentro é argila, por fora bronze, e por isso seguramente nunca comeu ou bebeu coisa alguma!”

8 Irritado, o rei mandou chamar seus sacerdotes e lhes ordenou: “Se não me disserdes quem come estas provisões, ides morrer; 9 mas se me provardes que é Bel quem as come, morrerá Daniel, porque blasfemou contra Bel”. Daniel respondeu ao rei: “Faça-se segundo a tua palavra!” 10 Ora, os sacerdotes de Bel eram ao todo setenta, sem contar mulheres e crianças. Em seguida o rei se dirigiu ao templo em companhia de Daniel. 11 Então os sacerdotes de Bel disseram: “Olha, nós vamos retirar-nos depressa. Mas tu, real Majestade, coloca as iguarias e põe o vinho misturado; em seguida fecha o portal, selando-o com o teu sinete! 12 Quando então amanhã de manhã vieres, se não encontrares tudo consumido por Bel, estamos prontos a morrer; caso contrário, morrerá Daniel que nos caluniou!” 13 De fato eles não se preocupavam muito, porque tinham aberto debaixo da mesa uma entrada secreta pela qual penetravam regularmente e consumiam as ofertas.

14 Quando saíram e o rei apresentou as iguarias a Bel, Daniel deu ordem aos seus empregados de buscarem cinzas e com elas polvilharam todo o templo na presença apenas do rei. Saíram e fecharam o portal, selando-o com o sinete do rei; por fim se retiraram. 15 Como de costume, os sacerdotes vieram durante a noite, acompanhados por suas mulheres e crianças, e comeram e beberam tudo. 16 Bem de madrugada o rei e Daniel se puseram a caminho. 17 O rei perguntou: “Os selos estão intactos, Daniel?” Ele respondeu: “Estão, real Majestade!” 18 Logo que o portal foi aberto, o rei olhou para a mesa e exclamou em alta voz: “Bel, tu és grande, e não há nem a menor fraude em ti!” 19 Daniel deu uma risada e deteve o rei, para ele não entrar no interior, e disse: “Olha só o pavimento e vê se reconheces estas pegadas!” 20 O rei respondeu: “Estou vendo as pegadas de homens, mulheres e crianças”.

21 Com isto o rei ficou furioso e mandou prender os sacerdotes e suas esposas e filhos; estes então lhe mostraram as portas secretas pelas quais passavam para consumir o que se achava na mesa. 22 O rei os mandou matar e entregou Bel em poder de Daniel; ele o destruiu junto com seu templo.

Ídolos e figura, não farás para ti, do que existe em cima, nos céus, nem do que há embaixo, na terra, nem do que existe nas águas, debaixo da terra - Dt 5:6 a 10 - (B2) -. Índice de Esculturas

Dt 5:6 a 10 - (B2) - 6 ‘Eu sou o Senhor teu Deus, que te libertou do Egito, do antro de escravidão. 7 Não terás outros deuses além de mim. 8 Não farás para ti ídolos, nem figura alguma do que existe em cima, nos céus, nem do que há embaixo, na terra, nem do que existe nas águas, debaixo da terra. 9 Não te prostrarás diante deles, nem lhes prestarás culto, pois eu sou o Senhor teu Deus, um Deus ciumento. Castigo a culpa dos pais nos filhos até à terceira e quarta geração dos que me odeiam, 10 mas uso de misericórdia por mil gerações para com os que me amam, e guardam meus mandamentos.

Ídolos, consumo das carnes oferecidas aos ídolos - 1Cor 8:1 a 13 - (B2) -; 1Cor 8:1- (B2) - comentários -; At 15:29 - (B2) -; 1Cor 10:14 a 22 - (B2) -; Rom 14:20 a 23 - (B2) -. Índice de Esculturas

1Cor 8:1 a 13 - (B2) - Carnes sacrificadas aos ídolos. 1 Quanto às carnes sacrificadas aos ídolos, sabemos que todos nós temos conhecimento. Mas o conhecimento envaidece e a caridade edifica. 2 Se alguém pensa conhecer alguma coisa, ainda não conhece como se deve conhecer; 3 mas o que ama a Deus, esse é conhecido por ele.

4 Quanto ao comer a carne sacrificada aos ídolos, sabemos que o ídolo não é nada no mundo e não há outro Deus senão um só. 5 Porque, ainda que alguns sejam chamados deuses, quer no céu, quer na terra, de maneira que haja muitos deuses e muitos senhores, 6 para nós não há mais do que um só Deus Pai, de quem tudo procede e para quem nós existimos; e um só Senhor, Jesus Cristo, por quem existem todas as coisas e nós também.

7 Mas o conhecimento não está em todos: habituados aos ídolos desde tempos antigos, eles comem essas carnes como realmente sacrificadas ao ídolo, e a sua consciência, fraca que é, se mancha. 8 Mas não é uma comida que nos torna agradáveis a Deus. Se não a comemos, nada temos a perder, ou se a comemos nada a ganhar. 9 Mas cuidai de que essa vossa faculdade não seja tropeço para os fracos. 10 Porque, se alguém te vir, a ti, que tens conhecimento, sentado à mesa de um santuário de ídolos, na fraqueza de sua consciência não se julgará induzido a comer as carnes sacrificadas aos ídolos? 11 Então, por causa do teu conhecimento perecerá o irmão fraco por quem Cristo morreu. 12 E, assim, pecando contra os irmãos e ferindo-lhes a consciência fraca, pecais contra Cristo. 13 Pelo que, se a comida vai escandalizar meu irmão, nunca jamais comerei carne, para não fazê-lo pecar.

1Cor 8:1- (B2) - comentários - 8,1-13. A solução dada por Paulo à questão das carnes sacrificadas aos ídolos e depois postas à venda nos mercados, orienta-se pelo princípio da tolerância (cf. Rm 14,1-15,6; At 15,19-21.29) e pelo respeito às consciências dos fracos. A consciência esclarecida dos eleitos deve servir à caridade (1-6), levando a renunciar, mesmo ao que se considera permitido, para não escandalizar os fracos (7-13). A liberdade está a serviço da caridade (cf. v. 3; 10,23-30).

At 15:29 - (B2) - 29 que vos abstenhais das carnes imoladas aos ídolos, do sangue, das carnes sufocadas e da “prostituição”. Procedereis bem evitando estas coisas.

1Cor 10:14 a 22 - (B2) - Eucaristia e sacrifícios pagãos. 14 Pelo que, amados meus, fugi da idolatria. 15 Falo-vos como a homens sensatos. Sede vós juízes do que eu vos digo: 16 O cálice de bênção que benzemos não é ele a comunhão do sangue de Cristo? E o pão que partimos não é ele a comunhão do corpo de Cristo? 17 Porque somos um só pão e um só corpo apesar de muitos, pois todos participamos desse único pão. 18 Olhai o Israel segundo a carne. Não participam do altar os que comem das vítimas? 19 Que digo, pois? Que as carnes sacrificadas aos ídolos são alguma coisa, ou que os ídolos são alguma coisa? 20 Antes, digo que o que os pagãos sacrificam, sacrificam-no aos demônios e não a Deus. E eu não quero que vós tenhais parte com os demônios. 21 Não podeis beber o cálice do Senhor e o cálice dos demônios. Não podeis ter parte na mesa do Senhor e na mesa dos demônios. 22 Ou queremos provocar a ira do Senhor? Acaso somos mais fortes do que ele?

1Cor 10:27 a 33 - (B3) - 27 Se algum infiel vos convida e aceitais o convite, comei de tudo o que vos servirem, sem nada perguntardes, por motivos de consciência. 28 Mas, se alguém vos disser: “Isto foi imolado”, não o comais por causa daquele que o indicou e pela consciência. 29 Não digo pela tua, mas pela do outro. Por que haveria de expor a minha liberdade ao julgamento da consciência alheia? 30 Se eu participo, dando graças, por que seria eu repreendido por aquilo mesmo de que dou graças? 31 Quer comais, quer bebais, quer façais qualquer outra coisa, fazei tudo para glória de Deus. 32 Não sejais objeto de escândalo nem para judeus, nem para gregos, nem para a Igreja de Deus, 33 como eu quero agradar a todos em tudo, não procurando a minha conveniência, porém a de todos, para que se salvem.

Rom 14:20 a 23 - (B2) - 20 Não destruas por questão de comida a obra de Deus. Na verdade todas as coisas são puras mas o que é mau para um homem é comer provocando escândalo. 21 Bom é não comer carne nem beber vinho ou outra coisa qualquer que para teu irmão for ocasião de tropeço, escândalo e queda. 22 A convicção, que tens, guarda-a para ti mesmo diante de Deus. Feliz quem não tiver do que censurar-se a si mesmo com suas decisões! 23 Mas quem come, apesar das dúvidas, se condena porque não procede com boa-fé, e tudo que não é feito de boa-fé é pecado.

Ídolos e imagens, Deus disse para o povo não fazer imagens de escultura ou figura de qualquer coisa do céu, da terra ou do mar, de qualquer astro ou estrela ou da lua - Dt 4:15 a 24 - B2 -. Índice de Esculturas

Dt 4:15 a 24 - B2 - Proibição da idolatria. 15 Devereis ter muito cuidado com a vida. Pois no dia em que o Senhor vos falou do meio do fogo no Horeb, não vistes figura alguma. 16 Guardai-vos bem de corromper-vos, fazendo figuras de ídolos de qualquer tipo, imagens de homem ou de mulher, 17 imagens de animais que vivem na terra ou de aves que voam debaixo do céu, 18 ou de animais que rastejam sobre a terra ou de qualquer espécie de peixes que vivem na água, debaixo da terra: 19 nem tenteis levantar os olhos até o céu para ver o sol, a lua, as estrelas com todo o exército do céu e vos deixar seduzir, adorando-os e prestando-lhes culto. Pois o Senhor vosso Deus foi quem os deu a todos os povos que existem debaixo dos céus. 20 A vós, porém, vos tomou o Senhor  e vos tirou da fornalha de ferro do Egito, para que fôsseis o povo de sua herança, como o sois hoje.

21 O Senhor se irritou contra mim por vossa causa e jurou que não passaria o Jordão e não entraria na boa terra que o Senhor vosso Deus vos dá por herança. 22 Vou morrer nesta terra sem passar o Jordão, mas vós passareis e possuireis essa boa terra. 23 Guardai-vos, pois, de esquecer-vos da aliança que o Senhor  vosso Deus fez convosco, fazendo imagens ou figuras de tudo o que o Senhor vosso Deus vos proibiu. 24 Pois o Senhor vosso Deus é fogo abrasador, é um Deus ciumento. (- B2 - 24 porque o Senhor teu Deus é um fogo devorante, um Deus zeloso).

Ídolo e imagens, não fareis para vós - Lev 26:1 - (B2) -. Índice de Esculturas

Lev 26:1 - (B2) - Eu sou o Senhor vosso Deus. Não fareis para vós ídolo algum, nem imagem esculturada; não levantareis na vossa terra, nem pedra alguma insigne, para adorardes, porque eu sou o Senhor vosso Deus.

Ídolo ou imagem, Moisés diz que se o povo formar alguma figura (ídolo ou imagem), cometendo maldade diante do Senhor, será exterminado da terra que possuirão e espalhados pelos povos até que busquem o Senhor - Dt 4:25 a 31 - B2 -; o que ocorreu no ano 597 aC - Dt 4:25 a 31 - B2 -. Jerusalém foi destruída em 587 aC - (B1) - e - (B2) - na descrição do livro de Ezequiel - Ez - introdução - (B2) -; 2Rs 24:10 a 12 - (B2) -. Índice de Esculturas

Dt 4:25 a 31 - B2 - Perspectivas de exílio e conversão. 25 Quando tiverdes filhos e netos e, já envelhecidos nessa terra, vos tiverdes corrompido, fazendo ídolos de qualquer tipo, praticando o que desagrada ao Senhor vosso Deus, e provocando-lhe a indignação, 26 - invoco hoje, como testemunha contra vós, o céu e a terra - certamente não tardareis em desaparecer da terra de que ides tomar posse ao passar o Jordão. Não vivereis nela longos anos mas sereis exterminados com toda a certeza. 27 O Senhor vos dispersará entre os povos e de vós só restará um pequeno número no meio das nações, para onde o Senhor vos desterrar. 28 Ali servireis aos deuses, obra de mãos humanas, de madeira e pedra, que não podem ver nem ouvir, nem comer nem cheirar. 29 Então buscareis o Senhor vosso Deus e o achareis, se o procurardes com todo o coração e com toda a alma. 30 Quando todas as angústias tiverem caído sobre ti, nos últimos tempos, voltarás para o Senhor teu Deus e lhe ouvirás a voz. 31 Pois o Senhor teu Deus é um Deus misericordioso. Não te pretende abandonar nem destruir totalmente, nem se esquecerá da aliança que jurou a teus pais.

Ez - introdução - (B2) - Entre os exilados que Nabucodonosor conduziu em 597 aC, junto com o rei Joaquin, para a Babilônia, estava também o sacerdote Ezequiel. Os exilados de Tel-Abib, bem como os habitantes de Jerusalém, esperavam para logo o fim do desterro. Neste contexto, Ezequiel é chamado a ser profeta, em 593 aC.  Sua missão toda é exercida no meio dos exilados. Ezequiel lhes procura tirar toda esperança de um fim próximo do exílio. Nega seu apoio às tentativas de sacudir o jugo de Nabucodonosor (Ez 14,1-3; 20,1-4). Ao contrário, quer incutir nos ouvintes uma certeza: Jerusalém será destruída e toda a população de Judá exterminada e exilada (5–24).

2Rs 24:10 a 12 - (B2) - (597 Ac) 10 Naquele tempo o exército de Nabucodonosor, rei da Babilônia, marchou contra Jerusalém e a cidade foi sitiada.11 Nabucodonosor, rei da Babilônia, em pessoa chegou à cidade, enquanto o exército a sitiava. 12 Então Joaquin, rei de Judá, se apresentou ao rei da Babilônia em companhia da mãe, dos seus funcionários, dignitários e camareiros, e o rei da Babilônia o fez prisioneiro no seu oitavo ano de reinado.

Ídolos, em Jacó não há ídolos nem agouros, nem em Israel se vê simulacro, e não há adivinho e o Senhor seu Deus está com ele - Núm 22:21 a 23 - B1 - e - B2 -. Índice de Esculturas

Núm 22:21 a 23 - B1 - 21 Em Jacó não há ídolo, nem em Israel se vê simulacro. Com ele está o Senhor seu Deus, e nele se houve o som da vitória do rei.

22 Deus o tirou do Egito, a sua fortaleza é semelhante à do rinoceronte.

23 Não há agouros em Jacó, nem adivinhações em Israel. A seus tempos se dirá a Jacó e a Israel o que Deus obrou.

Núm 22:21 a 23 - B2 - 21 Não se prevêem males contra Jacó, nem sofrimentos contra Israel. O Senhor seu Deus está com ele, no meio dele ressoa a aclamação de um rei.

22 O Deus que o tirou do Egito, dá-lhe a imponência de um búfalo.

23 Não há magia em Jacó, nem adivinhação em Israel. A seu tempo se dirá a Jacó e a Israel o que Deus vai fazer.

Ídolos, nulidade dos ídolos - Jer 10:1 a 16 - (B2) -. Índice de Esculturas

Jer 10:1 a 16 - (B2) - Os ídolos e o verdadeiro Deus. 1 Escutai a palavra que vos fala o Senhor , ó casa de Israel. 2 Assim diz o Senhor: Não imiteis a conduta das nações, não vos espanteis com os sinais do céu ainda que as nações com eles se espantem. 3 Sim, os costumes dos povos são vãos, apenas madeira cortada da floresta, trabalhada pela mão de um artista com o cinzel. 4 Ele a enfeita com prata e ouro. Com pregos e martelo a firma para que não vacile. 5 São como um espantalho num campo de pepinos. Não podem falar; devem ser carregados, porque não podem caminhar! Não tenhais medo deles, porque não podem fazer mal e nem o bem tampouco.

6 Ninguém é como tu, Senhor,  tu és grande, teu nome é grande em poder! 7 Quem não te temeria, rei das nações? Pois isto a ti é devido; porquanto entre todos os sábios das nações e em todos os reinos, ninguém é semelhante a ti! 8 Todos são ignorantes e insensatos! O ensinamento das vaidades é madeira! 9 Prata batida, importada de Társis e ouro de Ofir, obra de um escultor e das mãos de um ourives; sua veste é púrpura e escarlate, tudo obra de mestre. 10 Mas o Senhor é verdadeiramente Deus, ele é o Deus vivo, o rei eterno. Diante de sua ira a terra treme e as nações não podem suportar seu furor. 11 Assim lhes falareis: “Os deuses que não criaram o céu e a terra desaparecerão da terra e de debaixo dos céus”.

12 Ele fez a terra por sua potência, por sua sabedoria estabeleceu o mundo e por sua inteligência estendeu os céus. 13 Quando faz reboar o trovão, há um bramido de águas no céu; ele traz as nuvens dos confins da terra, produz os raios para a chuva e faz sair o vento de seus depósitos. 14 Então todo homem se torna estúpido, sem compreensão, todo ourives se envergonha do ídolo porque o que fundiu é mentira, não há nele sopro vital! 15 Eles são falsos, obra ridícula; no tempo de seu castigo, desaparecerão. 16 O quinhão de Jacó não é semelhante a eles! Porque foi ele quem formou o universo e Israel é a tribo de sua herança. Senhor Todo-poderoso é o seu nome.

Ídolos, sátira dos adoradores de ídolos - Is 44:9 a 23 - (B2) -. Índice de Esculturas

Is 44:9 a 23 - (B2) - Sátira contra os ídolos. 9 Todos os que modelam estátuas de ídolos, não são nada e suas obras-primas não trazem proveito; suas testemunhas nada vêem ou percebem, para que saiam frustradas. 10 Quem modela uma divindade ou funde uma estátua de ídolo, sem tirar proveito? 11 Realmente todos os seus adeptos sairão envergonhados, pois os artífices não passam de homens. Reúnam-se todos e compareçam; ficarão apavorados e frustrados todos eles.

12 O ferreiro fabrica o machado na brasa, forma-o à força de marteladas e o forja com braço robusto. Sofre até fome e fica extenuado, não toma água e fica cansado.

13 O escultor de madeira estende o metro, traça um esboço com estilete, entalha com o buril e com o compasso o esboça, dando-lhe a forma viril, a aparência de um homem garboso, para morar num templo. 14 Corta cedros para si, escolhe uma azinheira ou um carvalho, deixando-os crescer por entre as árvores do mato; planta para si um louro, mas é a chuva que o faz crescer. 15 Para a gente serve como lenha que se toma para aquecimento e se põe também no fogo, para fazer pão. Mas também se fabrica um deus, diante do qual a gente se prostra; talha-se uma estátua, diante da qual se fazem inclinações. 16 Metade desta madeira se lança no fogo e em cima dela se põe a carne que se vai comer; apronta-se o assado e mata-se a fome. A gente também se aquece e exclama: “Eta (fogo bom)! Que calor! Sinto o fogo”. 17 Com o resto ele fabrica um deus, o seu ídolo, diante do qual se inclina e prosterna; dirige-lhe uma prece e reza: “Livra-me, pois tu és meu deus!”

A insensatez dos idólatras. 18 Eles não compreendem nem se dão conta, pois seus olhos estão tapados, de modo que não enxergam, e o coração impedido de modo que não entendem. 19 Um tal não pondera, não se dá conta nem compreende, ao dizer: “Lancei a metade no fogo e nas brasas fiz pão, assei carne e a comi; com as sobras fabriquei um ídolo abominável, e me inclino diante de um tronco de madeira”. 20 Quem apascenta cinzas, tem o coração desgarrado e seduzido. Ele não salva sua vida nem pensa: “Não será logro o que tenho nas mãos?”

Convite à penitência

21 Lembra-te disto, Jacó, e Israel, de que és meu servo! Eu te formei, tu és meu servo; Israel, tu não serás esquecido por mim.

22 Dissipei como névoa as tuas revoltas e como nuvens os teus pecados: volta para junto de mim, pois eu te resgatei!

Hino de louvor

23 Gritai de alegria, ó céus, pois o Senhor o fez, regozijai-vos, profundezas da terra! Vibrai de alegria, vós montes e florestas com todas as vossas árvores! Pois o Senhor resgatou a Jacó e em Israel manifesta a sua glória.

Imagens de escultura ou fundição, abominação ao Senhor - Dt 27:15 - B2 -. Índice de Esculturas

Dt 27:15 - B2 - 15 Maldito seja o homem que fizer escultura ou imagem fundida, abominações para o Senhor, bem como obras de artífice, e as puser em lugar oculto! E todo o povo respondendo, dirá: Amem!

Imagens, a divindade de Deus não é semelhante à obra da arte dos humanos aplicada ao ouro ou à prata ou à pedra - At 17:29 a 31 - (B2) -. Índice de Esculturas

At 17:29 a 31 - (B2) - 29 Sendo, pois, da raça de Deus, não devemos pensar que a divindade é semelhante ao ouro ou à prata ou à pedra, obra da arte e do engenho humanos. 30 Não levando em conta os tempos da ignorância, ele convida agora a todos em toda parte a se converterem, 31 porque fixou um dia em que julgará o mundo com justiça por meio de um homem que ele constituiu, dando a todos por garantia o fato de tê-lo ressuscitado dos mortos”.

Imagens, não farás para ti imagens de escultura, (segundo mandamento) - Êx 20:4 a 6 - B2 -. Índice de Esculturas

Êx 20:4 a 6 - B2 - 4 Não farás para ti ídolos, nem figura alguma do que existe em cima, nos céus, nem embaixo, na terra, nem do que existe nas águas, debaixo da terra.

5 Não te prostrarás diante deles, nem lhes prestarás culto, pois eu sou o Senhor teu Deus, um Deus ciumento. Castigo a culpa dos pais nos filhos até à terceira e quarta geração dos que me odeiam, 6 mas uso de misericórdia por mil gerações para com os que me amam e guardam meus mandamentos.

Imagens ou figuras, guardai-vos de as fazer - Dt 4:23 e 24. - (B2) -. Índice de Esculturas

Dt 4:23 e 24 - (B2) -  23 Guardai-vos, pois, de esquecer-vos da aliança que o Senhor  vosso Deus fez convosco, fazendo imagens ou figuras de tudo o que o Senhor vosso Deus vos proibiu. 24 Pois o Senhor vosso Deus é fogo abrasador, é um Deus ciumento.

Mandamento, segundo, não fazer imagem ou escultura do que está no céu, na terra, embaixo da terra ou embaixo nas águas, não as adorarás nem lhes darás culto - Dt 5:8 a 10 - B2 -. Índice de Esculturas

Dt 5:8 a 10 - B2 - 8 Não farás para ti ídolos, nem figura alguma do que existe em cima, nos céus, nem do que há embaixo, na terra, nem do que existe nas águas, debaixo da terra. 9 Não te prostrarás diante deles, nem lhes prestarás culto, pois eu sou o Senhor teu Deus, um Deus ciumento. Castigo a culpa dos pais nos filhos até à terceira e quarta geração dos que me odeiam, 10 mas uso de misericórdia por mil gerações para com os que me amam, e guardam meus mandamentos.

Obs.: Na - B1 - não fala do texto "embaixo da terra".

Moisés diz que se o povo formar alguma figura (ídolo ou imagem), cometendo maldade diante do Senhor, será exterminado da terra que possuirão, e espalhados pelos povos, até que busquem o Senhor - Dt 4:25 a 31 - B1 - e - B2 -. Índice de Esculturas

Dt 4:25 a 31 - B1 - 25 Se gerardes filhos e netos, e morardes na terra, e enganados formardes para vós alguma figura, cometendo a maldade diante do Senhor vosso Deus, de modo que o provoqueis à ira: 26 eu chamo hoje por testemunhas o céu e a terra, que vós sereis bem cedo exterminados da terra, que, passado o Jordão estais para possuir: não habitareis nela muito tempo, mas o Senhor vos destruirá, 27 e vos espalhará por todos os povos, e vós ficareis poucos entre as nações, a que o Senhor vos levará. 28 E lá servireis a deuses, que foram fabricados por mãos de homens, de pau, e de pedra: os quais não vêem, nem ouvem, nem comem, nem cheiram. 29 E quando ali buscardes ao Senhor teu Deus, achá-lo-ás. Contanto porém que o busque de todo o coração e em toda a amargura da tua alma. 30 Depois que te tiverem achado todas as coisas que foram preditas, tu te tornarás enfim para o Senhor teu Deus, e ouvirás a sua voz . 31 Por que o Senhor teu Deus é um Senhor misericordioso; não te deixará, nem te extinguirá inteiramente, nem se esquecerá do pacto que jurou a teus pais.

Dt 4:25 a 31 - B2 - Perspectivas de exílio e conversão. 25 Quando tiverdes filhos e netos e, já envelhecidos nessa terra, vos tiverdes corrompido, fazendo ídolos de qualquer tipo, praticando o que desagrada ao Senhor vosso Deus, e provocando-lhe a indignação, 26 - invoco hoje, como testemunha contra vós, o céu e a terra - certamente não tardareis em desaparecer da terra de que ides tomar posse ao passar o Jordão. Não vivereis nela longos anos mas sereis exterminados com toda a certeza. 27 O Senhor vos dispersará entre os povos e de vós só restará um pequeno número no meio das nações, para onde o Senhor vos desterrar. 28 Ali servireis aos deuses, obra de mãos humanas, de madeira e pedra, que não podem ver nem ouvir, nem comer nem cheirar. 29 Então buscareis o Senhor vosso Deus e o achareis, se o procurardes com todo o coração e com toda a alma. 30 Quando todas as angústias tiverem caído sobre ti, nos últimos tempos, voltarás para o Senhor teu Deus e lhe ouvirás a voz. 31 Pois o Senhor teu Deus é um Deus misericordioso. Não te pretende abandonar nem destruir totalmente, nem se esquecerá da aliança que jurou a teus pais.

Motivos para a destruição de povos: adorar ídolos de pau e pedra e adorar a prata e o ouro - Dt 29:16 e 17 - B1 -; Dt 29:15 e 16 - B2 -. Índice de Esculturas

Dt 29:16 e 17 - B1 - 16 Porque vós sabeis de que modo habitávamos nós na terra do Egito, e como passamos pelo meio das nações, e ao passá-las, 17 vistes as suas abominações e imundícias, isto é, os seus ídolos, o pau e a pedra, a prata e o ouro, que eles adoravam.

Dt 29:15 e 16 - B2 - 15 Sabeis como moramos no Egito e como passamos por entre os povos, por onde haveis passado. 16 Vós vistes as abominações e os ídolos de madeira e pedra, prata e ouro que há entre eles.

Nações exterminadas, assim deveis tratar esses povos, destruir seus altares, quebrar sua estátuas, cortar seus bosques, queimar suas esculturas, porque tu és o povo consagrado ao Senhor (Bosques = estacas sagradas) - Dt 7:5 - B1 - e - B2 -. Índice de Esculturas

Dt 7:5 - B1 - 5 Mas antes ao contrário vós vos havereis assim com eles: Deitai abaixo os seus altares, e quebrai as suas estátuas, e cortai os seus bosques, e queimai as suas esculturas. 6 Porque tu és um povo consagrado ao Senhor teu Deus. O Senhor teu Deus te escolheu para ser o seu povo próximo, dentre todas os povos que há na terra.

Dt 7:5 - B2 - 5 Pelo contrário, assim devereis proceder com eles: derrubareis seus altares, quebrareis as estelas, rachareis ao meio as estacas sagradas e lançareis ao fogo as imagens talhadas. 6 Pois tu és um povo consagrado ao Senhor teu Deus. O Senhor teu Deus te escolheu dentre todos os povos da terra, para seu povo particular.

Nações exterminadas, queimarás no fogo suas esculturas, nem cobiçarás o ouro e a prata de que são feitas, pois estas coisas são abomináveis ao Senhor - Dt 7:25 - B2 -. Índice de Esculturas

Dt 7:25 - B2 - 25 Consumirás pelo fogo as imagens esculpidas de seus deuses. Não cobices a prata nem o ouro que haja nelas, apropriando-te deles, para que não sejas iludido, pois isso é abominação para o Senhor teu Deus.

Senhor falou ao povo em Horeb do meio do fogo, para que o povo não fizesse nenhuma escultura ou imagem - Dt 4:15 e 16 - B2 -. Índice de Esculturas

Dt 4:15 e 16 - B2 - Proibição da idolatria. 15 Devereis ter muito cuidado com a vida. Pois no dia em que o Senhor vos falou do meio do fogo no Horeb, não vistes figura alguma. 16 Guardai-vos bem de corromper-vos, fazendo figuras de ídolos de qualquer tipo, imagens de homem ou de mulher,

Filisteus deixaram seus ídolos, e Davi e sua gente os trouxeram - 2Sam 5:21 - B2 -. Índice de Esculturas

2Sam 5:21 - B2 - 21 Os filisteus abandonaram lá os ídolos e Davi e seus homens os apanharam.

Príapo, Asa "removeu" a sua mãe, para que não fosse princesa nos sacrifícios de Príapo, e arruinou a sua gruta no bosque que lhe tinham consagrado, e despedaçou o ídolo e o queimou no vale de Cedron - 1Rs 15:13 - B1 - ; - B2 -; - B6 -; - B7 - e Wikipédia. Índice de Esculturas

1Rs 15:13 - B1 - 13 E além disto removeu a sua mãe, para que não fosse princesa nos sacrifícios de Príapo, e no bosque, que lhe tinha consagrado: e arruinou a sua gruta, e despedaçou o ídolo torpíssimo, e o queimou no vale de Cedron.

1Rs 15:13 - B2 - 13 Quanto à sua mãe Maaca, destituiu-a da dignidade de rainha-mãe, porque tinha feito uma imagem indecente para Asera. Asa cortou esta imagem e em seguida a queimou na torrente do Cedron.

1Rs 15:13 - B6 - (Bíblia Ave Maria) - 13 Além disso, destituiu da dignidade de rainha sua própria mãe Maaca, por ter feito essa vergonha de asserá. Asa despedaçou esse ídolo e queimou-o no vale de Cedron.

1Rs 15:13 - B7 - (Bíblia da CNBB) - 13 Chegou até mesmo a retirar de sua avó o título de rainha-mãe, porque ela havia feito uma imagem de Aserá. Asa quebrou a imagem e a queimou no vale do Cedron.

Wikipédia - Priapo ou Príapo (em grego: Πρίαπος, transl. Príapos) é o deus grego da fertilidade, filho de Dionísio e Afrodite. Sua imagem é apresentada como um homem idoso, mostrando um grande órgão genital (ereto). Priapo era considerado como protector de rebanhos,produtos hortículas, uvas e abelhas.

 

Índice de Esculturas

Índice   -   Final do índice

Esculturas 17_A - Pesquisa Esculturas e imagens

Referências - 20/10/2013

João Batista Trigo Moreira

Objetivo - O objetivo da pesquisa é o estudo do tema apocalipse, tomando-se como base para leitura a bíblia - (B1) - e as bíblias 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9 e 10 para dirimir dúvidas de entendimento da leitura.

Nenhum dos textos originais de cada bíblia foi alterado, sendo transcritos na sua íntegra, ressalvando-se erros de datilografia quando identificados.

Durante a pesquisa surgiram novos temas que foram incluídos à pesquisa inicial em novos títulos. Em 28/03/2004 são 29 títulos, sendo alguns divididos em sub-títulos, conforme o arquivo índice.doc.

Na pesquisa há algumas conclusões ou dúvidas em sua forma inicial. Estas  conclusões ou dúvidas foram aperfeiçoadas ou dirimidas durante a pesquisa. Porém ainda estão como foram descritas naquele momento.  Posteriormente  será necessário rever toda a pesquisa, para atualizar estes itens.

Para cada item da pesquisa, são referenciados vários pontos da bíblia, para permitir  uma melhor conclusão.

A grafia de diversas palavras, como nomes de lugares, pessoas, objetos, pesos, medidas, meses, etc. são diferentes nas diversas bíblias. Como padrão, nos meus índices e comentários sigo a grafia da bíblia 1, utilizada para leitura, e nas transcrições das demais bíblias, utilizo as próprias grafias. O resultado disto é que uma certa palavra pode estar escrita com mais de uma forma.

A transcrição das bíblias para a pesquisa, é feita de forma integra, incluindo a pontuação e grafia de cada bíblia, ressalvados erros de digitação quando identificados. As bíblias atribuem nomes parecidos a pessoas, coisas ou lugares, o que será percebido na comparação dos textos.

As transcrições iniciais foram retiradas da bíblia - (B1) - de tradução do Padre Antônio Pereira de Figueiredo, editada pela Editora Paumape Ltda. - R. Bento Freitas,362 - 3’ and. - (011) 258-7895 - CEP 01220 - S. Paulo / SP.

Posteriormente para as transcrições foi utilizada a bíblia - (B2) - de co-editoria da Editora Vozes Ltda. com a Seafox Engenharia de Software, Comissariado da Terra Santa e James King, em CD Rom. Editora vozes: R. Frei Luis, 100 - caixa postal 90023 - (0242) 43-5112 - Petrópolis / RJ.

A partir de 8/11/1998 foram incluídos textos de outra bíblia - (B3) - (bíblia de bolso) da editora Edições Paulinas, traduzida da Vulgatra e anotada pelo Pe. Matos Soares, com aprovação eclesiástica, edição de 1982. O objetivo foi dirimir dúvidas entre as duas primeiras bíblias, com ênfase a Dan 8:14.

Em 8/11/1998 foi também incluída uma quarta bíblia - (B4) - da editora Edições Loyola, com traduções dos textos originais hebraico e grego, edição de 1995 com direção de Gabriel C. Galache – ISBN 85-15-01258-8. Edições Loyola – Rua 1822 núm. 347 – Ipiranga São Paulo SP – Cep 04216-000 – Caixa postal 42.335 – Cep 04299-970 – Fone (011)914-1922 e Fax (011) 63-4275.

Em 9/10/2005 foi incluída uma quinta bíblia - (B5) - da imprensa bíblica brasileira,  59ª impressão - 1984, com tradução para o português por João Ferreira de Almeida. Com o certificado núm. 26.617 BN da JUERP / Imprensa Bíblica Brasileira. A Imprensa Bíblia Brasileira foi criada em 1940, sendo uma divisão da Junta de Educação Religiosa e Publicações da Convenção Batista Brasileira (JUERP), e foi a primeira  entidade a imprimir a bíblia no Brasil.

A partir de 17/07/2011 passei a incluir consultas às bíblia na Internet, no site http://www.bibliacatolica.com.br/, com as transcrições: Bíblia Ave Maria - B6 -, Bíblia da CNBB - B7 -, Bíblia Sagrada - B8 -, La Bíblia de Jerusalém - B9 - e Catholic Public Domain Version - B 10 -.

Quando for necessário, para melhor entendimento do texto, serão descritos os textos de duas ou mais bíblias, com a adição das letras (B1), (B2), e assim por diante. Quando não houver a identificação, o texto pertence à bíblia (B1).

A partir de 17/08/2013 incluí para leitura o "O Evangelho segundo o Espiritismo" de Allan Kardec - (E1) -, tradução de J. Herculano Pires, 4ª edição de fevereiro de 1995, do 48º ao 62º milheiro, da Livraria e Editora Espírita Humberto de Campos, R. Sto. Amaro, 372 - Bela Vista - São Paulo - SP - CGC 61.669.966/0003-72.

Para transcrição dos textos foi utilizado "O Evangelho segundo o Espiritismo" - (E2) -, retirada da Internet em PDF, tradução de J. Herculano Pires, 59a Edição de novembro de 2003, do 1132° ao 1151° milheiro, da LAKE - Livraria Allan Kardec Editora (Instituição Filantrópica) Rua Assunção, 45 - Brás - São Paulo - SP - CEP 03005-020 - Tels.: (011) 229-1227 e 229-0526

Programa utilizado para a digitação dos textos - Word da Microsoft, nas versões 95, 97, 2000, XP e 2003, conforme a época. Utilização do Front Page da Microsoft para edição em html a partir de 12-10-2004.

Convenções:

“?”  - Pesquisar melhor o assunto, ou verificar transcrição.

(·) - Informa que há um texto extenso complementar no final da pesquisa.

- (B1) - ou sem identificação, textos extraídos da bíblia 1.

- (B2) - Textos extraídos da bíblia 2, e assim sucessivamente.

(  ) - Textos entre parênteses, são em geral comentários meus, ou títulos apresentados na bíblia.

Sugestão para se titularizar um item da pesquisa:

Cada item dos índices deve estar no mesmo parágrafo, para facilitar a ordenação em ordem alfa-numérica.

Colocar como primeiras palavras do título, as que melhor definem o assunto do tema.
Ex:
Castigo Divino nunca é completamente destruidor.
Como título principal temos as palavras "Castigo Divino", onde será colocado o link e como título auxiliar, temos "
nunca é completamente destruidor"
Ex:
Carta ao anjo da igreja de Smirna.
Ex: Anúncio da vinda de Jesus.
Ex:
Messias, vinda do messias, montado sobre um jumento. Neste caso a palavra Messias foi repetida no
título auxiliar, para melhor definir o sentido do tema.

 

Índice   -   Final do índice

Esculturas 17_A - Pesquisa Esculturas e imagens

Marcos e datas da pesquisa 

Início     - 10/12/1994

Adição  - 12/08/1995

Adição  - 29/03/1996

Adição  - 02/05/1996 Reanálise da pesquisa.

Adição  - 08/09/1996

Adição  - 21/09/1996 Reanálise da pesquisa.

Adição  - 01/05/1997 Revisão.

Adição  - 15/03/1998

Adição  - 17/10/1999

Adição  - 10/11/2002

Titularização, complemento e índice com  hiperlinks, para futura facilidade de leitura através de processadores de texto e publicação na internet, e adição - 20/07/2003

Reinício da conversão do texto para publicação na internet - 28/03/2004

Término da conversão do texto para publicação na Internet, em todas as pesquisas - 20-06-2004 às 20:00

Início da terceira leitura da bíblia (1 simples e 2 para a pesquisa) - 24/10/2004

Reorganização de edição do modo em texto para o modo em Internet - 31/12/2004

Adição - 08/01/2006

Adição  - 22/01/2006

Adição  - 28/05/2006

Alteração do item "esculturas_17" para "esculturas_17_A" - 25/02/2007

Adição - 08/07/2007

Adição - 11/04/2008

Acerto de links - 15/06/2008

Adição  - 11/01/2009

Adição  - 01/02/2009

Adição  - 01/03/2009

Adição  - 31/05/2009

Adição  - 30/08/2009

Adição  - 13/09/2009

Alteração das Referências  - 17/07/2011

Reorganização  - 14/08/2011

Adição  - Terafins - 22/04/2012

Adição - 25/08/2012

Adição - 16/02/2014

Alteração das Referências - 16/02/2014

Adição - 06/04/2014

-

-

-

Término -   /  / 

Índice   -   Final do índice

Esculturas 17_A - Pesquisa Esculturas e imagens